DESTAQUE / REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Imprimir Notícia

Temer quer acabar com o direito à aposentadoria

Devemos cobrar dos deputados e senadores o voto contrário a Reforma da Previdência no Congresso.

21/02/2017 às 10:44
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

A Reforma da Previdência do governo Temer (PEC 287) precisa ser barrada imediatamente. Caso contrário, o trabalhador perderá o direito à aposentadoria pelo INSS. Pelas novas regras, o cidadão terá que contribuir por, no mínimo, 25 anos e deverá ter pelo menos 65 anos de idade para ter acesso à aposentadoria.

O problema é que essa idade mínima aumentará gradativamente de acordo com a expectativa de vida medida pelo IBGE. Ou seja, com o tempo, essa idade aumentará para 66, 67, 68 anos e por aí vaí, mas você continua contribuindo todo mês, ou seja, trabalhar até morrer.

ADEUS 100%
Além disso, para ter direito à aposentadoria integral, o cidadão terá que trabalhar desde os 16 anos, sem ficar desempregado, até completar 65 anos de idade (16 + 49 = 65). Ou seja, o trabalhador – seja homem ou mulher – precisará trabalhar por 49 anos para obter a aposentadoria integral, o que torna quase impossível o acesso a um benefício previdenciário digno.

MENOR QUE O MÍNIMO
Outro absurdo contido na PEC 287 é a possibilidade de concessão de benefícios abaixo do salário mínimo, uma afronta à Constituição Federal, que resultará na redução do poder de compra e da qualidade de vida dos aposentados e pensionistas.

ROMBO É MENTIRA
O pior é que o Governo Temer, com o apoio da mídia, tenta ludibriar o povo de que existe um “rombo”, sendo necessário que o trabalhador abra mão de direitos para evitar a falência da Previdência. Uma mentira, pois, na verdade, a Previdência é superavitária, como atestam diversos estudos.

Na verdade, o problema da Previdência é que o Governo desvia recursos da Seguridade para o pagamento da dívida pública aos banqueiros. Logo, ao invés de penalizar o trabalhador, o Governo deveria acabar com esse “desvio”, cobrando das empresas, grandes devedoras da Previdência, o recolhimento correto de suas contribuições!

PRESSÃO NELES!
Como isso não vai acontecer sem luta, cabe a nós, cidadãos, usarmos as redes sociais, e-mails, etc., para cobrarmos os deputados e senadores maranhenses a votarem contra a Reforma da Previdência no Congresso! Afinal, ano que vem tem eleições e nós nos lembraremos dos votos deles! 

Reforma da Previdência

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Sindicato em Ação: a luta continua!