PLANTÃO / BRADESCO

Imprimir Notícia

Bradesco é condenado a pagar indenização a correntista por erro em transferência de valor

11/05/2017 às 09:39
Contec
A+
A-

A Justiça condenou o Banco Bradesco a pagar uma indenização no valor de R$ 180.366,77 por danos morais e materiais a um empresário norueguês, residente em Fortaleza, porque a instituição financeira transferiu, para conta diferente da solicitada, o valor de R$ 150 mil. Além de cometer o erro, a instituição bancária ainda cobrou taxas pelo serviço mal executado.

O caso foi julgado no Tribunal da Justiça do Ceará (TJCE). De acordo com os autos do processo, ao perceber o equívoco, o empresário entrou em contato com a instituição exigindo providências, mas o banco se negou a restituir o crédito afirmando que o beneficiado também se recusou a devolver o valor.

Sentindo-se lesado, o consumidor entrou com uma ação judicial alegando ter sofrido abalo moral e violações patrimoniais.

O Bradesco contestou afirmando que efetuou a transferência de acordo com os dados passados. A instituição declarou ainda que tentou resolver o impasse, mas diz que não obteve êxito em virtude da negativa do beneficiário em promover a devolução.
Decisão

O Juízo da 30ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza determinou a devolução do dinheiro transferido erroneamente – inclusive as taxas cobradas – a título de danos morais, e a mesma quantia por danos materiais. A decisão foi tomada nessa terça-feira. (9).

O desembargador do caso, Francisco Bezerra Cavalcante, destacou que nos autos há provas evidenciando a confissão do banco em ter prestado mau serviço que prejudicou o cliente. 

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
GALERIA
Fotos | 05/10/2017

Passeata em defesa das empresas públicas

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.