DESTAQUE / GREVE NACIONAL

Imprimir Notícia

Mídia internacional confirma sucesso da greve geral

Trabalhadores pararam o Brasil no último dia 28 de abril e se preparam, agora, para ocupar Brasília.

12/05/2017 às 06:25
SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

Milhões de trabalhadores, de diversas categorias, participaram da Greve Geral do dia 28 de abril, em todo o país, contra as reformas trabalhista e previdenciária e a terceirização sem limites. O movimento foi um sucesso e alcançou seu objetivo: parar o Brasil e adiar os planos do Governo sobre as reformas. Em todos os Estados, o comércio fechou, os bancos não abriram, as ruas ficaram desertas, os ônibus não circularam e não houve aula em escolas e faculdades. No Maranhão, a participação dos bancários e de outros trabalhadores foi massiva.

GREVE PAROU O BRASIL
Vale ressaltar que a greve não visava lotar ruas, mas obter a máxima adesão das categorias, a fim de esvaziar os locais de trabalho, parar a produção e, sobretudo, mostrar a indignação da população contra essas reformas nefastas. E foi justamente isso que aconteceu no dia 28 de abril.

GOVERNO MENTIU...
Apesar da força do movimento, o Ministro da Justiça, Osmar Serraglio, teve a desfaçatez de afirmar que a greve foi um “fracasso”, declaração nada surpreendente para um representante do Governo Temer, que, a exemplo de seu patrão e de seus pares, faz vista grossa aos clamores populares. No entanto, a despeito do que disse o Ministro, em razão da pressão das ruas e da greve, o Governo foi obrigado a adiar as deliberações sobre as reformas.

MÍDIA NACIONAL VENDIDA
Mais lamentável, ainda, tem sido a função exercida pela mídia tradicional brasileira, capitaneada pela Globo, que financiada por anúncios federais, não divulgou previamente o movimento e após os atos ratificou a falsa ideia de uma greve de poucos, organizada somente por sindicatos e não por trabalhadores, enfatizando imagens de pequenos grupos de manifestantes ou de conflitos. Porém, as falsas informações divulgadas por esse monstro midiático foram desmascaradas pela mídia internacional.

FORÇA DA GREVE REPERCUTE NA MÍDIA INTERNACIONAL
A agência Associated Press, por exemplo, repercutiu a falta de transporte público pelo Brasil, informação que foi replicada pelos jornais The New York Times e Washington Post. Por sua vez, o Wall Street Journal afirmou que a greve “praticamente paralisou” o trânsito em São Paulo. Já a agência britânica BBC destacou que a greve geral foi a primeira no país em mais de duas décadas, ressaltando que o presidente Michel Temer é muito impopular e que até o dia 28 de abril, “ele ainda não havia enfrentando uma demonstração disso, em massa, como nesta greve”.

A LUTA CONTINUA!
Ante o exposto, todo trabalhador deve ficar atento, não se deixando iludir pelo jornalismo de guerra praticado pela mídia tradicional vendida, que distorce a realidade e mente, sendo aliada do Governo Temer e desse Congresso corrupto no projeto de retirada dos direitos sociais conquistados com muita luta pela classe trabalhadora brasileira. Além disso, todo cidadão, independentemente de filiação partidária, deve se unir e participar dos próximos atos, que pretendem parar o Brasil por 48h e invadir Brasília. Por nenhum direito a menos, vamos à luta! 

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.