PLANTÃO / EMPREGO

Imprimir Notícia

Bancos fecham 14.460 postos de trabalho no Brasil, nos primeiros oito meses do ano

26/09/2017 às 09:47
A+
A-

Nos primeiros oito meses de 2017, os bancos (públicos e privados) fecharam mais de 14 mil postos de trabalho no Brasil, segundo levantamento divulgado pelo Dieese na última sexta-feira (22/09).
Todos os estados brasileiros apresentaram saldo negativo de emprego durante os meses de janeiro a agosto de 2017, entre eles, os mais impactados foram:
• São Paulo, com fechamento de 3.751 postos;
• Paraná, com fechamento de 2.042 postos;
• Rio de Janeiro, com fechamento de 1,546 postos.

Desigualdades

Idade
Dos poucos bancários admitidos nesse período, os selecionados estavam na faixa etária de até 39 anos de idade. Em contrapartida, entre as demissões estavam, em sua maioria, bancários com mais de 50 anos de idade.

Gênero
Se a desigualdade por faixa etária já é grande, quando se trata da questão de gênero a desigualdade é maior ainda.
As 7.677 mulheres admitidas nos bancos entre janeiro e agosto de 2017 receberam, em média, R$ 3.540,35. Esse valor corresponde a 69,2% da remuneração média auferida pelos 7.735 homens contratados no mesmo período.
A diferença de remuneração entre homens e mulheres é observada também na demissão, na qual o valor recebido por elas foi de apenas 78,6% em relação à remuneração média dos homens que foram desligados dos bancos no período.

É hora de lutar!
Esse é só um sinal do que vem pela frente com as Reformas que o Governo quer impor. Não deixe de lutar pelos seus direitos. Contra esse Governo corrupto que quer acabar com o trabalhador, vamos à luta!
 

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
GALERIA
Fotos | 05/10/2017

Passeata em defesa das empresas públicas

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.