EM FOCO / BANCO DO BRASIL

Imprimir Notícia

SEEB e SINDSEP cobram soluções para problemas no BB Zé Doca

Após assalto, agência só funciona em dias úteis, das 9h às 17h, causando prejuízos à população.

04/02/2019 às 11:13
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

O SEEB-MA cobra soluções urgentes para as irregularidades constatadas na agência do Banco do Brasil do município de Zé Doca, no interior do Estado.

De acordo com denúncias do SINDISEP/ZD (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Zé Doca), após a explosão criminosa da unidade em janeiro de 2018, as condições de trabalho e de atendimento ao público pioraram consideravelmente.

Em razão do assalto, a direção do banco – de modo unilateral e abusivo – decidiu abrir o setor de autoatendimento da agência somente de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, submetendo clientes e usuários a filas intermináveis e ao sol escaldante para efetuar saques nos caixas eletrônicos.

Para agravar a situação, a falta de dinheiro é constante nos terminais, principalmente nos dias de pagamento do funcionalismo público e devido ao atendimento de clientes de cidades próximas, como Governador Newton Bello e Araguanã.

De acordo com o presidente do SINDSEP/ZD, Janilson Sousa Santos, os servidores municipais da zona rural são os mais prejudicados, por trabalharem em povoados distantes de segunda a sexta-feira, o que torna inviável a utilização da agência por esses trabalhadores.

“Isso é um absurdo e um desrespeito com a população zédoquence. A agência fica fechada ao público depois das 17h nos dias úteis e durante os sábados, domingos e feriados, impedindo a realização de saques e demais serviços bancários. Sendo assim, ou esperamos a segunda-feira chegar ou somos obrigados a nos deslocar para outras cidades, como Santa Inês, distante 65 km de Zé Doca, para sacar dinheiro e suprir as nossas necessidades” – afirmou Janilson.

Diante disso, o SINDSEP/ZD – orientado pelo SEEB-MA – cobrou uma solução da gerência do BB, sugerindo que o atendimento nos caixas eletrônicos fosse realizado de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos sábados até às 12h.

Como não houve solução junto ao banco, o SINDSEP protocolou uma denúncia no PROCON/MA e, caso seja necessário, fará uma representação no Ministério Público, a fim de resolver o problema.

Por sua vez, o SEEB-MA agendará uma reunião com o superintendente do Banco do Brasil, no Maranhão, para cobrar providências e proporcionar um atendimento digno à população de Zé Doca.

Vale ressaltar que em resposta a casos anteriores, o BB justificou a adoção dessas medidas em razão da falta de segurança nas cidades do interior do Maranhão, tendo o banco cobrado uma atuação mais forte do Governo do Estado no sentido de inibir as ações criminosas, justificativa essa que – na visão do SEEB-MA – não justifica a punição e os prejuízos causados aos clientes e usuários do banco. Vamos à luta!  

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Sindicato em Ação: a luta continua!