PLANTÃO / BANCO DO NORDESTE

Imprimir Notícia

CONTRAF-CUT retalia a AFBNB por derrota na eleição

02/06/2014 às 20:28
Ascom/AFBNB
A+
A-

O "Congresso Nacional dos Funcionários do BNB" realizado nos dias 29 e 30 de Junho em João Pessoa-PB, que deveria priorizar a unidade da categoria na Campanha Salarial e aperfeiçoar a minuta de reivindicações, teve como destaque o ataque à Associação Nacional dos Funcionários do BNB (AFBNB) promovido pelos prepostos da Contraf-CUT. Mais uma vez o evento trouxe a presença de várias pessoas não pertencentes aos quadros do banco, que são usados para que os que não tem maioria na base,  a obtenha casuisticamente. Este e  um raro fórum   de  trabalhadores onde empregados de outros segmentos tem direito a voto, uma forma de alterar  a vontade da base,  que almeja mudanças na condução de nossas lutas. Como não bastasse votarem, esses "delegados"  também dirigem o "congresso" do começo ao fim.

Todas as recentes  minutas  de reivindições no BNB até então, tinham uma cláusula que dava garantia legal à  liberação de diretores da AFBNB para o exercicio do mandato e ao repasse das  mensalidades pelo banco. Essa conquista, estando em acordo coletivo, impedia que a entidade ficasse vulnerável ao sabor da vontade do presidente ou da diretoria de plantão no banco.  Pois no tal "congresso", por proposta da Contraf, foi aprovada  a retirada da cláusula  por 51 a 42 votos e 04 abstenções - não fosse o direito a voto de  "delegados" de outros bancos,  a proposta teria sido rejeitada. Tal investida contra uma entidade legítima de trabalhadores, com prestígio no funcionalismo,  reconhecimento na sociedade e  com longa tradição de luta, se dá depois que  na eleição da AFBNB  a chapa da Contraf-CUT ter sido derrotada da forma acachapante nas urnas  ( mais de mil votos de frente para a diretoria atual ) e na justiça, onde tentaram anular o pleito. 

Perseguição lembra período sombrio de Byron Queiro/FHC

Durante o pior momento de repressão política vivida pelos funcionários do BNB, a  cassação da liberação dos diretores da AFBNB e a suspensão do repasse das mensalidades  foram das medidas mais duras de perseguição à organização dos funcionários do Banco pelo famigerado ex-presidente Byron de Queiroz. O objetivo era inviabilizar a ação da entidade para assim minar a resistência. Eis que agora, os mesmos que constantemente se apresentam como heróis da luta contra aquele  tipo de arbitrariedade,  tentam  deixar a AFBNB vulnerável à investida dos patrões.  Devemos lembrar que em outro "congresso" desse tipo a Contraf-CUT já havia retirado a AFBNB da Comissão e Funcionários da   Mesa de Negociação. 

O  Sindicato dos Bancários da Bahia, o Sindicato dos Bancários de Sergipe e a Federação dos Bancários da Bahia consideram esse ato de retaliação política um grave precedente. Quando a Contraf-CUT retalia a AFBNB por conta de uma derrota eleitoral, na verdade está se voltando contra o conjunto do funcionalismo. Nosso propósito é construir a unidade da categoria na campanha salarial e ao mesmo tempo, junto com outras entidades,  lutar para que a AFBNB, nossa parceira permanente de lutas, se fortaleça cada vez mais e mantenha-se firme e forte no caminho da mobilização dos trabalhadores.

Membros da Comissão Nacional dos Funcionários do BNB:

Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe.

Sindicato dos Bancários da Bahia.

Sindicato dos Bancários de Sergipe.

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.