DESTAQUE / GREVE GERAL

Imprimir Notícia

Greve Geral tem grande adesão da categoria bancária

Bancários mostraram sua indignação com os ataques do Governo e do Congresso aos trabalhadores.

02/05/2017 às 11:54
Arlíria Frazão - ASCOM/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

Milhões de trabalhadores, de diversas categorias, participaram da Greve Geral do dia 28 de abril, em todo o país, contra as reformas trabalhista e previdenciária e a terceirização sem limites.

No Maranhão, a paralisação teve grande adesão dos bancários, que se uniram à outras categorias para enfatizar a indignação com os ataques promovidos pelo Governo Temer e pelo Congresso aos trabalhadores.

Em todo o Estado, aderiram à Greve Geral: trabalhadores dos Correios, dos setores da saúde e construção civil, vigilantes, urbanitários, rodoviários, professores da rede municipal, estadual e federal, técnicos administrativos da UFMA e do IFMA, servidores do Judiciário Federal, do INSS, da Assembleia Legislativa, trabalhadores rurais, entre outras categorias.

Em São Luís, os bancários paralisaram agências de bancos públicos e privados e se concentraram, a partir das 11h, na Praça Deodoro, em frente à Biblioteca Benedito Leite. Mais de 120 mil trabalhadores participaram do ato conjunto.

Em Açailândia, os bancários paralisaram as agências do BNB, Banco do Brasil e Caixa Econômica. Além da categoria bancária, a paralisação contou com a partipação de 36 entidades, incluindo professores da rede pública e privada, trabalhadores rurais, rodoviários, comerciários, servidores públicos municipais, estaduais e federais, além de representantes de movimentos populares e culturais, que se reuniram no entorno das BRs 010 e 222, distribuindo panfletos e promovendo o diálogo sobre a necessidade de lutar contra as reformas.

Na cidade de Balsas, os trabalhadores se concentraram na BR 006, desde as 5h da manhã. A partir das 8h, os participantes realizaram caminhada do Centro da cidade até a Praça Eloy Coelho, em frente à agência do Banco do Brasil. Agências do BB, BNB, Basa, Caixa, Bradesco e Itaú permaneceram fechadas. Além da grande adesão dos bancários balsenses, participaram da Greve Geral trabalhadores rurais, professores de escolas municipais e estaduais, servidores públicos, comerciários, vigilantes, dentre outras entidades.

Os bancários dos bancos públicos de Bacabal paralisaram as agências e participaram de manifestações e passeatas nas cidades de São Mateus e Lago da Pedra, juntamente com outras categorias de trabalhadores.

Em Imperatriz, a concentração dos trabalhadores teve início às 8h, na Praça Brasil. Os bancários e demais entidades que compõem o Fórum de Defesa da Previdência realizaram um protesto em frente ao Bradesco, um dos principais devedores da Previdência Social, com uma dívida  de R$ 465 milhões. Em seguida os trabalhadores caminharam até a Br 010, e interditaram a estrada por 1h. Os participantes se reuniram em frente ao escritório do senador Roberto Rocha e protestaram contra o posicionamento do político, que é desfavorável aos trabalhadores, e depois seguiram para a sede da Prefeitura e finalizaram a passeata em frente ao INSS. Cerca de 5 mil pessoas de varias organizações e movimentos participaram da Greve Geral.

Este foi o primeiro ato conjunto dos trabalhadores com o objetivo de barrar as reformas e a terceirização total, medidas nefastas que causarão prejuízos sem precedentes a todos os brasileiros. Em breve, novas mobilizações devem ocorrer em âmbito nacional.

GALERIA DE FOTOS

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3522
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Mobilização, Unidade e Luta.