EM FOCO / ITAÚ

Imprimir Notícia

SEEB-MA e UNIMED discutem descredenciamento do HSD

Audiência sobre o São Domingos ocorreu nesta terça (27), na Promotoria do Consumidor, em São Luís.

27/02/2018 às 12:48
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Representantes do SEEB-MA e da Central Nacional Unimed (CNU) participaram de uma audiência nesta terça-feira (27/02), na 9ª Promotoria do Consumidor, em São Luís.

O objetivo foi discutir o descredenciamento do Hospital São Domingos pela CNU, decisão que tem causado uma série de transtornos aos usuários do plano de saúde, principalmente, aos bancários do Itaú, no Maranhão.

Para o assessor jurídico do SEEB-MA, Diego Maranhão, a Unimed não cumpriu os requisitos legais para o descredenciamento do Hospital São Domingos (HSD).

“Ajuizamos uma ação, com pedido de liminar, pois o Superior Tribunal de Justiça entende que, nesses casos, deve haver comunicação individualizada a todos os associados por parte do plano, o que não ocorreu” – destacou.

Sem previsão para recredenciamento


Já a advogada da Unimed, Janaína Andréa, informou que as exigências da lei foram cumpridas e que, no momento, não existe intenção de recredenciar o Hospital São Domingos.

“A CNU e o HSD não chegaram a um acordo para a renovação do contrato. Porém, dois novos hospitais foram credenciados pelo plano: o Aldenora Belo e o HCI. Além disso, houve o retorno do atendimento no Hospital UDI. Logo, houve melhorias na rede” – afirmou o consultor de credenciamento da Unimed, Reinaldo Correia.

Em resposta, a diretora do SEEB-MA, Edna Vasconcelos, ressaltou que esses novos hospitais não atendem às expectativas dos bancários maranhenses.

“O HSD era um hospital de referência. Agora, os bancários estão tendo que se contentar com um atendimento de menor qualidade. O UDI está superlotado, o Aldenora Belo também, e o HCI não conta com urgência e emergência. Sem falar, que muitos associados não estão conseguindo atendimento em diversas especialidades médicas, bem como exames, como preventivos e ressonâncias com contraste” – informou.

A gerente de filial da Unimed, Edna Marques, afirmou desconhecer as negativas de atendimento e solicitou que o SEEB-MA encaminhe para o plano os problemas enfrentados pelos bancários, no Estado.

Deliberações

No fim da audiência, o promotor Carlos Augusto Oliveira concedeu prazo de 10 (dez) dias para que o Sindicato analise a documentação apresentada pela CNU, na qual constam informações sobre o número de leitos, médicos e hospitais credenciados à Unimed, no Maranhão.

Na ocasião, ficou acordado, ainda, que a CNU assegurará atendimento no Hospital São Domingos, caso haja previsão contratual e o exame/procedimento só seja realizado no referido Hospital.

“Diante disso, orientamos os bancários a informarem qualquer problema ou dificuldade de atendimento ao SEEB-MA pelos números (98) 3311-3500 ou 3311-3505 para que possamos repassar o caso para a Unimed e para o jurídico do Sindicato” – ressaltou a diretora Regina Sanches.

Além do promotor de justiça, Carlos Augusto Oliveira, participaram da audiência as diretoras do SEEB-MA, Edna Vasconcelos e Regina Sanches, o assessor jurídico do Sindicato, Diego Maranhão, e os representantes da Unimed, Reinaldo Correia, Edna Marques e Janaína Andréa. 

Deixe sua opinião sobre essa matéria:

Limite de caracteres (0 / 250)
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Sindicato em Ação: a luta continua!