Fale conosco pelo WhatsApp Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Twitter Siga-nos no Youtube

DESTAQUE / REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Imprimir Notícia

SEEB intensifica luta contra a Reforma da Previdência

Novo ato conjunto contra a Reforma da Previdência foi realizado nesta quinta (15/02), em São Luís.

15/02/2018 às 13:47
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

Como parte da Campanha Nacional contra a Reforma da Previdência, o SEEB-MA participou de mais um ato conjunto nesta quinta-feira (15/02), em frente à agência do Bradesco, na Avenida Magalhães de Almeida, no Centro de São Luís.

Ao som de paródias carnavalescas, os diretores distribuíram jornais para mostrar para a população quem são os políticos maranhenses favoráveis a esse ataque, que – se aprovado – acabará com o direito à aposentadoria pública no país.

Os trabalhadores reforçaram, ainda, que não existe déficit no sistema previdenciário brasileiro, principal argumento do Governo Temer para justificar essa reforma nefasta, que deve ir à votação no Congresso Nacional até o fim de fevereiro.

“O que existe, na verdade, é sonegação, corrupção e a DRU (Desvinculação das Receitas da União), mecanismo que permite ao Governo remanejar até 20% das receitas da Seguridade Social (que inclui a Previdência) para outros fins, que ninguém sabe quais são” – afirmou o diretor do SEEB-MA, Enock Bezerra.

Para o presidente do SEEB-MA, Eloy Natan, é necessário acabar com a DRU e com os incontáveis programas de refinanciamento de dívidas, que incentivam a inadimplência dos grandes devedores da Previdência, como os bancos públicos e privados. "Dessa forma, a Previdência será superavitária por décadas" - revelou.

“Em 2017, apesar dos lucros bilionários obtidos pelos bancos, a dívida da Caixa Econômica Federal com a Previdência era de R$ 549 milhões; do Bradesco, R$ 465 milhões; do Banco do Brasil, R$ 208 milhões; e do Itaú Unibanco, R$ 88 milhões” – completou o diretor Cláudio Costa.

De acordo com o diretor Dilson, a Reforma da Previdência só interessa aos banqueiros, que se beneficiarão com a ampliação do mercado de planos de previdência privada à custa da vida e da exploração do trabalhador.

“Essa Reforma não veio para cortar privilégios, mas para ceifar o direito do trabalhador à aposentadoria pública e digna, pois, como pôde ser visto, os bancos, grandes privilegiados pelo Governo com refinanciamentos e outras vantagens, serão ainda mais beneficiados por esse ataque” - avaliou.

Por isso, o SEEB-MA defende a organização de um Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência, no dia 19 de fevereiro, para que fique claro para todos os políticos favoráveis a esse ataque: se votar [a favor da Reforma], não vai voltar [para o Congresso em 2019]!

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Sindicato em Ação: a luta continua!