Fale conosco pelo WhatsApp Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Twitter Siga-nos no Youtube

PLANTÃO / PRIVATIZAÇÕES

Imprimir Notícia

TST fere o direito legítimo dos trabalhadores

14/02/2019 às 13:10
A+
A-

O brasileiro está perdendo tudo. Até o direito legítimo de se manifestar. O pior é que a determinação vem do Judiciário. O TST (Tribunal Superior do Trabalho) decidiu que as greves contra privatização das estatais são abusivas.

Os trabalhadores que pararem contra a venda das empresas podem ter os salários descontados ou outras consequências. Na prática, a sentença quer impedir que bancários, petroleiros e outros trabalhadores lutem contra a privatização das empresas, facilitando o caminho para o governo vender tudo.

A decisão tenta intimidar os funcionários mesmo antes de qualquer resistência. Para completar, o ministro Ives Gandra Martins, responsável pelo voto vencedor, disse que "o Estado é que vai decidir se vai privatizar ou não", desconsiderando o direito de o cidadão lutar em defesa do emprego.

Detalhe. A greve é um direito assegurado pela Constituição federal de 1988, que diz em no artigo 9º que "Trata-se de direito fundamental cujas limitações devem estar expressas na própria Constituição e que os abusos sujeitam os responsáveis às penas da lei (§ 2º do artigo 9º)".

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Sindicato em Ação: a luta continua!