Fale conosco pelo WhatsApp Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Twitter Siga-nos no Youtube

PLANTÃO / BANCO DO BRASIL

Imprimir Notícia

Ato contra o fechamento do BB Santa Quitéria dia 25/02

Agência de Santa Quitéria é uma das unidades do BB que podem ser fechadas a mando de Bolsonaro.

24/02/2021 às 08:48
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

O SEEB-MA promoverá nesta quinta-feira (25/02), às 9h, um ato contra a reestruturação do Banco do Brasil, em frente à agência do BB da cidade de Santa Quitéria, no interior do Maranhão.

A mando do Governo Bolsonaro, o objetivo da direção do Banco do Brasil é demitir 5.000 funcionários, além de fechar centenas de unidades no país.

Para o SEEB-MA, essa medida visa enfraquecer o BB, a fim de privatizá-lo num futuro próximo, o que gerará enormes prejuízos para para a população, para os bancários e para a economia maranhense.

No Maranhão, até o momento, podem ser fechadas as agências Cohatrac e Reviver, em São Luís, além de unidades em Caxias, Bacabal, Imperatriz, Governador Archer, Santa Quitéria, dentre outras.

Segundo o BB, a intenção é investir no atendimento digital, o que é inviável, em nosso Estado, onde grande parte da população sequer tem acesso à internet.

“O número de bancários nas agências já é reduzido, o que piorará com esse novo programa de demissão, sobrecarregando a categoria e precarizando, ainda mais, o atendimento aos clientes mais humildes. O BB precisa é de novos concursos e de mais contratações para melhor servir a sociedade. Por isso, vamos à luta contra o desmonte do Banco do Brasil pelo Governo Bolsonaro” – afirmou o diretor do SEEB-MA, Dielson Rodrigues.
 

GALERIA
Fotos | 23/09/2021

Visitas às agências do Maranhão

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Trabalho, Resistência e Luta: por nenhum direito a menos!