Fale conosco pelo WhatsApp Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Twitter Siga-nos no Youtube

DESTAQUE / CAMPANHA SALARIAL

Imprimir Notícia

Sem avanços na mesa de saúde e condições de trabalho

A Federação dos Bancos negou que o adoecimentos dos bancários tem a ver com o trabalho e o assédio.

02/08/2022 às 08:39
ASCOM/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

A sexta rodada de negociações entre a Fenaban e os representantes dos bancários, que tratou sobre saúde e condições de trabalho, também foi marcada por poucos avanços.

Nessa segunda-feira (01/08), a categoria apresentou dados estatísticos que comprovam, sem margem de dúvidas, o aumento do adoecimento físico e psicológico dos trabalhadores devido ao serviço, mas a Federação dos Bancos negou que isso tenha a ver com o trabalho, as metas abusivas, a pressão e o assédio moral institucional.

Sobre a cobrança excessiva por resultados, os bancários reivindicaram a manutenção das cláusulas da CCT, que visam coibir esses abusos, além da maior participação da categoria na estipulação das metas, considerando o porte das agências, o número de empregos nos locais de trabalho e o perfil dos clientes. Quanto ao assédio moral, os trabalhadores exigem, ainda, a adoção de novos mecanismos de combate, denúncia e proteção dos denunciantes, a fim de evitar represálias dos bancos e diminuir o índice de adoecimento da categoria.

Sobre a Covid-19, o Comando Nacional destacou a importância de se manter os protocolos sanitários nas agências, com o intuito de combater o coronavírus e até a varíola dos macacos. É necessário, também, monitorar as sequelas da Covid-19, como a perda de memória, o que pode facilitar a readequação do(a) bancário(a) ao ambiente de trabalho. Em resposta, a Fenaban apenas se comprometeu a avaliar as demandas do Comando Nacional sobre saúde sem atender aos anseios dos trabalhadores.

“Diante de tantas negativas, é necessário ampliar a pressão sobre a Fenaban até o dia 11 de agosto e, caso a intransigência persista, devemos nos preparar para uma GREVE GERAL.” – afirmou o presidente do SEEB-MA, Dielson Rodrigues. A próxima rodada de negociação com a Fenaban será nesta quarta-feira (03/08) e começará a discutir as cláusulas econômicas. Por uma proposta decente, que contemple a saúde e as condições de trabalho dos bancários, a nossa luta continua! 

SAÚDE - CAT
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3513
Jurídico: (98) 98477-5789 / 3311-3516
Secretaria Geral: (98) 98477-8001
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Trabalho, Resistência e Luta: por nenhum direito a menos!