Fale conosco pelo WhatsApp Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Twitter Siga-nos no Youtube

DESTAQUE / BANCO DO BRASIL

Imprimir Notícia

Bancários do BB não precisam declarar dados no e-Patri

A Controladoria-Geral da União e a Direção do banco estão discutindo outras definições sobre o assunto.

01/09/2022 às 09:57
ASCOM/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

A Diretoria de Gestão de Pessoas do BB informou nessa segunda-feira (29/08) que os funcionários do banco estão temporariamente desobrigados de apresentarem a Declaração de Imposto de Renda (IRPF) no Sistema Eletrônico de Informações Patrimoniais e de Conflitos de Interesses (e-Patri). Segundo comunicado enviado pelo BB, a Controladoria-Geral da União e a Direção do banco ainda estão discutindo prazos, esclarecimentos e outras definições sobre o assunto.

“Logo, por enquanto, você, bancário e bancária, não precisa enviar nem autorizar o compartilhamento de sua Declaração de IR. Caso já tenha autorizado, é possível cancelar essa opção no site do e-Patri” – esclareceu o diretor do SEEB-MA, Rodolfo Cutrim.

A apresentação da Declaração do IRPF via e-Patri pelos agentes federais, a exemplo dos bancários do BB, foi determinada pela Instrução Normativa nº 8, publicada no dia 30 de junho no Diário Oficial da União. O tema gerou insegurança e indignação entre o funcionalismo, que não entendeu o motivo dessa imposição do Governo Bolsonaro.

“Os bancários podem ficar tranquilos, pois o SEEB-MA está atento a essa situação e cobrará do Banco do Brasil as orientações necessárias sobre a declaração de bens no e-Patri. Contem conosco” – finalizou Rodolfo. 

SAÚDE - CAT
ÁREA DO CLIENTE
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3513
Jurídico: (98) 98477-5789 / 3311-3516
Secretaria Geral: (98) 98477-8001
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Trabalho, Resistência e Luta: por nenhum direito a menos!