Fale conosco pelo WhatsApp Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Twitter Siga-nos no Youtube

DESTAQUE / I ENCONTRO ESTADUAL 2019

Imprimir Notícia

Sem comunicação não há mudança social nem direitos

Jornalista e historiadora do NPC/RJ, Cláudia Santiago, ministrou palestra no I Encontro Estadual 2019.

28/01/2019 às 10:31
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

Em palestra ministrada nesse sábado (26/01), durante o I Encontro Estadual dos Bancários 2019, a jornalista e historiadora do Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC/RJ), Cláudia Santiago, destacou a importância da comunicação sindical e da mídia alternativa no Brasil.

De acordo com a palestrante, é indispensável que dirigentes e delegados sindicais participem mais ativamente da comunicação dos sindicatos, produzindo textos ou auxiliando a equipe jornalística, a fim de divulgar e combater os problemas dos locais de trabalho, bem como identificar o conteúdo que a base almeja ler, ouvir ou assistir nas mídias da entidade, como temas culturais, esportivos, jurídicos, dentre outros.

“A comunicação sindical é um tripé. Se tirar uma perna, ela cai. A primeira perna é a direção do Sindicato; a segunda é a equipe de comunicação e a terceira são os delegados sindicais. Todos devem trabalhar conjuntamente para conscientizar a categoria acerca dos problemas que a atingem” – explicou.

A palestrante sustentou, ainda, que a comunicação e a luta do Sindicato não devem abordar somente os interesses imediatos da categoria, mas também os interesses históricos, como um mundo justo, igualitário e solidário, isto é, sem cercas de qualquer tipo.

“Obviamente, devem ser dadas respostas às reivindicações da categoria, mas também deve ser dado espaço para discutir os problemas dos indígenas, dos quilombolas, dos jovens exterminados e da classe trabalhadora em geral. Somente respostas coletivas nos levarão a avanços sociais e trabalhistas” – afirmou.

Cláudia Santiago ressaltou, também, que a “comunicação é a cara do Sindicato”. Em outras palavras, se o Sindicato for classista, combativo e incansável na luta pelos direitos da categoria – características essas que são passadas pelos meios de comunicação do Sindicato e pelos delegados nas agências – a base se sentirá atraída a participar das atividades da entidade e a questionar as mentiras da grande mídia patronal.

“Se a pauta da Globo é privatização, terceirização, defesa do latifúndio, flexibilização dos direitos trabalhistas e reforma da previdência, é função da comunicação do SEEB-MA, isto é, dos dirigentes, delegados e jornalistas fazer o contraponto, desmentir essas inverdades por meio da mídia sindical, como as redes sociais e os jornais impressos (ainda de suma importância), bem como pela mídia alternativa, como as rádios comunitárias e os jornais populares” – finalizou a palestrante.

Após as intervenções dos bancários, Cláudia Santiago recebeu uma placa e assistiu a um vídeo em homenagem ao saudoso Vito Giannotti, seu companheiro, ícone do jornalismo sindical e popular, falecido em 2015, que muito contribuiu para a formação política dos bancários do Maranhão e para a comunicação do SEEB-MA.

Emocionada, Cláudia agradeceu a lembrança, ressaltando a dedicação de Vito Giannotti à comunicação, pois – afinal – sem comunicação sindical não há mudança social nem conquista de direitos. Finalizando o evento, houve, em seguida, a diplomação dos delegados sindicais eleitos para o mandato 2019/2020. 

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Sindicato em Ação: a luta continua!