Fale conosco pelo WhatsApp Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Twitter Siga-nos no Youtube

DESTAQUE / CORONAVÍRUS

Imprimir Notícia

Fenaban deve apresentar resposta a bancários

Bancários solicitaram medidas a fim de proteger a categoria em meio à pandemia do coronavírus.

24/03/2020 às 11:18
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) deve apresentar nesta terça-feira (24/03) uma resposta à pauta de reivindicações dos bancários brasileiros, que solicitaram uma série de medidas a fim de proteger a categoria e os clientes em meio à pandemia do coronavírus no Brasil.

O objetivo principal dos bancários é o fechamento das agências e dos postos de atendimento em todo o país, por serem locais fechados, com aglomeração de pessoas, o que facilita a transmissão e a propagação do Covid-19, colocando em risco os trabalhadores e a população em geral.

Vale ressaltar que, no Maranhão, já são oito o número de casos confirmados de coronavírus. Em Imperatriz, por exemplo, todo o corpo funcional de uma agência do Itaú está de quarentena, em razão da suspeita de mais um caso da doença. Mesmo assim, diariamente, centenas de pessoas se aglomeram nas portas das agências, aumentando o risco de disseminação do vírus.

“Por isso, não basta contingenciar o atendimento, é preciso fechar as agências bancárias. O lucro dos bancos não pode falar mais alto do que a vida das pessoas. A prevenção é o caminho para vencermos essa pandemia. Esperamos que a Fenaban atenda as nossas reivindicações” – afirmou o presidente do SEEB-MA, Eloy Natan.  

Confira a pauta de reivindicações apresentada:

1. Fechamento das agências bancárias e demais unidades;
2. Fechar agências das agências em hospitais e aeroportos, devido ao risco;
3. Suspensão das metas;
4. Manter atendimento não presencial das atividades consideradas essenciais pelo decreto 10.282/2020; Que estabelece em seu artigo 3º § 1º inciso XX que são atividades essenciais no setor financeiro: “compensação bancária, redes de cartões de crédito e débito, caixas bancários eletrônicos e outros serviços não presenciais de instituições financeiras”.
5. Agendamento para casos de atendimento presencial em caso de extrema necessidade;
6. Redução da jornada para os que tiverem que ir ao local de trabalho;
7. Garantia de deslocamento seguro para os que tiverem que fazer o atendimento não presencial de alimentação e processamento do auto atendimento;
8. Suspensão das demissões;
9. Home office para todos os bancários e bancárias, com exceção de quem terá que ir às agências para dar suporte ao funcionamento dos caixas eletrônicos. Devendo haver escala de revezamento. Não podendo ser incluído no mesmo os funcionários que estão nos grupos de risco; que não têm com quem deixar os filhos menores e àqueles que co-habitem com pessoas enquadradas no grupo de risco;
10. Garantia da ultratividade dos Acordos e Convenções Coletivas até 31/01/2021;
11. A MP 927 não será adotada sem negociação coletiva com o Comando;
12. Suspensão dos descomissionamentos;
13. Antecipação do Vale Alimentação;
14. Que os bancos façam campanha na mídia orientando os clientes sobre o uso dos meios digitais; caixas eletrônicos e os riscos da contaminação do CORONAVÍRUS;
15. Disponibilizar máscara, luvas e álcoolgel para os que irão realizar essas atividades essenciais;
16. Suspensão dos vencimentos dos boletos por 60 dias;
17. Isenção de tarifas (clientes com renda até dois salários mínimos) de três transferências eletrônicas mês (TED E DOC) para diminuir a contaminação pelo uso de cédulas.

SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3516
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Sindicato em Ação: a luta continua!