Fale conosco pelo WhatsApp Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Twitter Siga-nos no Youtube

EM FOCO / CAMPANHA SALARIAL

Imprimir Notícia

SEEB realiza Encontro de Bacabal, Santa Inês e Pedreiras

Bancários discutiram as propostas de reivindicações para a Campanha Salarial 2022.

30/05/2022 às 14:31
Ascom/SEEB-MA
A+
A-

Clique na foto para ampliá-la

O SEEB-MA promoveu no sábado (28/05) o Encontro Regional dos Bancários de Bacabal, Santa Inês e Pedreiras, no Restaurante Hellena Bistrô, em Santa Inês.

Na oportunidade, a categoria analisou a conjuntura político-econômica, ressaltando os lucros dos bancos, que – no ano passado – bateram o recorde de R$ 107 bilhões no Brasil.

Além disso, os bancários repudiaram a ameaça de demissão do quadro de apoio do BASA e discutiram as propostas de reivindicações para a Campanha Salarial 2022, com destaque para:

- o pedido de reajuste salarial (inflação + perdas salariais);
- a volta da conversão dos abonos em espécie no Banco do Brasil;
- a garantia do emprego e a estabilidade provisória nos bancos públicos e privados;
- bem como 5 (cinco) dias de abono para os bancários da rede privada.

Após os debates, a Assessoria Jurídica tirou dúvidas dos trabalhadores sobre as ações ajuizadas pelo Sindicato. O Encontro foi finalizado com um almoço, com direito à música ao vivo com a Banda Mãe Joana e ao sorteio de vários brindes.

“Agora, os colegas estão prontos para participar do X Congresso Estadual dos Bancários, no fim de junho, a fim de definir a pauta definitiva do Maranhão para a Campanha Salarial 2022. A luta continua!” – finalizou o presidente Dielson Rodrigues. 

SAÚDE - CAT
SOBRE

Sindicato dos Bancários do Maranhão - SEEB/MA
Rua do Sol, 413/417, Centro – São Luís (MA)
E-mail: comunicacao@bancariosma.org.br
Telefones: (98) 3311-3500 / 3311-3513
Jurídico: (98) 98477-5789 / 3311-3516
Secretaria Geral: (98) 98477-8001
CNPJ: 06.299.549/0001-05
CEP: 65020-590

MENU RÁPIDO

© SEEB-MA. Sindicato dos Bancários do Maranhão. Gestão Trabalho, Resistência e Luta: por nenhum direito a menos!